Please reload

Posts Recentes

MUSIC HACKS – O QUE VEM PELA FRENTE

05/10/2019

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

O dia em que coloquei o show dos Los Hermanos em risco

03/08/2020

 

 

Hoje o conteúdo será um pouco diferente! 

Quero começar a compartilhar algumas experiências pessoais que tive nesses 14 anos de carreira e o que aprendi com eles.

Para você localizar com mais facilidade esses conteúdos aqui no Blog, vou começar a usar a tag #AbreOJogoMarcos.

Para começar vou contar a saga de um moleque de 17 anos que teve a oportunidade de produzir o show de umas das bandas com mais renomes no mercado nacional na época: Los Hermanos.E o moleque na época era eu mesmo.


Resumo da ópera: foi um caos. Mas vou te contar mais alguns detalhes. 

 

Era 2006, no primeiro ano da Angorá Music, e tive a incrível oportunidade de produzir o show dos Los Hermanos com um budget super limitado mas com um responsa gigante.

No dia 2 de dezembro de 2006 ia rolar um baita evento. Era um festival comemorativo da revista inglesa de música e entretenimento chamada Jungle Drums onde várias bandas iam tocar, e uma delas era os Los Hermanos. 

Os Los Hermanos estavam em evidência na mídia naquela época porque foi o período que eles disseram que iam dar uma pausa na banda  e esse show foi bem importante para eles. Foi um dos poucos shows que eles tocaram Anna Julia. (se quiser conferir uma matéria desse show clica aqui)

 

Uma das sócias dessa revista é brasileira, então era muito comum eles fazerem a ponte de artistas nacionais e ingleses em festivais entre os dois países.

 

Além de ser um evento especial por ser a comemoração da revista, ele teria uma dimensão e transmissão gigante para a época: o evento ocorreria em 3 cidades diferentes e transmissão simultânea ao vivo das cidades de Londres, Nova York e São Paulo.


Hoje em dia isso pode ser mais fácil, mas na época a nossa tecnologia era muito precária então era um acontecimento gigantesco algo desse tipo.


O evento ocorreu em um circo que ficava localizado na  Avenida Francisco Matarazzo na época (ele não existe mais, mas era um circo fixo). Ou seja, o local não tinha estrutura para a realização de um show, principalmente  quando a levamos em consideração toda a parte acústica.

O desafio era fazer uma produção muito inteligente levando em consideração esses desafios.

 

A idealizadora do evento estava com toda a equipe técnica dela de produção em Londres e precisava de uma equipe aqui no Brasil. Ela começou a pedir indicação até que chegou na Angorá Music.

Em setembro de 2006 eu e meu sócio abrimos a Angora. E em Dezembro de 2006 surgiu esse show.

 

Eu lembro na época que sempre deixamos bem claro que a Angorá era recém aberta e que não tínhamos muita experiência nessa area de produção de eventos. Mesmo assim ela topou o desafio e nos passou o bugget. Era um festival que tinha além dos Los Hermanos, mais duas bandas.

 

Tínhamos uma verba bem pequena (porém justa) para contratar luz, som, logística, palco, estrutura, camarim, alimentação, montagem e desmontagem. Foi um desafio muito grande para mim!

 

Eu lembro que tinham termos que o pessoal de produção usava na época que eu não fazia nem ideia do que significava então precisei me dedicar muito e estudar de uma forma louca para conseguir dar conta e entender todo aquele universo.


Para a equipe de montagem eu  que ainda cursava o ensino médio, perguntei para meus amigos de colégio quem queria ir no show dos Los Hermanos em troca de uma mãozinha na produção. Consegui 6 amigos!

No dia do show eu e minha equipe (amigos) estávamos aguardando a chegada dos caminhões com os equipamentos. Eu lembro até hoje da reação nossa quando vimos o tamanho dos equipamentos e a quantidade de coisas que precisaríamos organizar.

 

Um olhou para a cara do outro e só pensou uma coisa :”Meu Deus, no que a gente se meteu!”

Começamos a descarregar as caixas e elas eram pesadíssimas. A gente não estava esperando por isso! Aliás, não fazíamos ideia do que esperar.

 

Mas uma coisa é fato nós não eramos carregadores. E por esse motivo fomos ficando desgastados tão rápido que estávamos prestes a atrasar a montagem dos equipamentos e, consequentemente a tradicional passagem de som que rola antes do shows. Nesse caso o atraso seria especificamente dos Los Hermanos.

Se não tivéssemos recebido ajuda de uma outra equipe lá presente nós não conseguiríamos (Edu - da Transa Som - se estiver lendo isso, fica aqui meio agradecimento novamente!)

Não façam isso que fiz! Contratem carregadores experientes para esse processo que pode ter certeza que vai facilitar muito para vocês.

Após essa situação caótica, Los Hermanos conseguiu fazer o ensaio e os shows rolaram tranquilamente ao decorrer do evento.

O evento durou até umas 5h ou 6h da manhã. Não me lembro ao certo! Mas após o fim do evento veio o outro desafio: desmontar tudo aquilo que tínhamos montado.

Eu imagino que agora você deve estar pensando: "Ah! Agora vai ser mais fácil. Depois que faz uma vez fica mais fácil pegar a prática". Aí que você se engana porque tem mais um detalhe!


Lá pelas 2h da manhã, meus amigos me chamaram de canto e disseram: “Marcos, a gente não consegue levantar nem um garfo mais. Estamos podres. Vamos embora!” E eu entendia porque eu também estava.

Então o que antes eram 7 pessoas para desmontar o evento, agora era apenas 1. Eu mesmo.

 

Preparei o psicológico e falei pra mim mesmo “bora”. O Edu mais uma vez foi o grande salvador e comentou que tinha visto alguns caras dormindo em uma van que ele desconfiava serem carregadores. Sugeriu que eu fosse falar com eles.

Fui trocar uma ideia com eles e realmente eles eram carregadores de uma outra equipe.

 

Paguei um valor extra pra eles e eles toparam me ajudar.

 

Se não fossem eles eu estaria até hoje carregando aquele caminhão de equipamentos sozinho rs

 

No final de toda essa loucura, tudo acabou muito bem. E ainda recebi uma proposta de trabalho de outra produtora, mas como estava focando em crescer com a Angorá acabei recusando.

O que eu aprendi com tudo isso?

Eu diria que tudo!

 

Foi tão louca essa experiencia com produção de evento que se eu não tivesse passado por isso eu não aprenderia fazer mais nenhum evento bem feito como fiz depois. Comparando com esse episódio, todos os eventos seguintes ficaram mais fáceis.

Então o conhecimento que gostaria de compartilhar com você hoje é:

mesmo quando tiver uma dificuldade se jogue e confie no seu taco porque o aprendizado que você tira disso é precioso.  Faça e erre, mas aprenda com seus erros!

Eu fiz um vídeo no Youtube contando mais alguns detalhes e curiosidades sobre esse episódio:

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook!
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags