Dica Rápida : Como melhorar seu algoritmo no Spotify


A um tempo atrás eu fiz uma Live no Instagram em que dei uma Consultoria Ao Vivo, e o cantor Flávio Ferrari (@flavioferrarioficial ) compartilhou o resultado que ele teve em seu lançamento com algumas dicas que tinha dado para ele. Para você entender um pouco melhor , ele estava lançando um projeto com várias faixas, uma por semana no Spotify. Toda sexta-feira tinha um lançamento novo.

Faltavam poucos dias para o próximo lançamento e ele me perguntou: “devo fazer o pitching da faixa que sai nessa sexta-feira ou espero pra fazer na próxima, que é uma faixa que eu aposto mais?”

A minha resposta foi: "Com certeza faça da faixa que você aposta mais."

Dei essa resposta por dois motivos :

1- Para o processo de pitching funcionar, você precisa ter uma boa antecedência.

Não dá pra fazer o pitching de uma faixa que sai essa semana e esperar um bom resultado, o Spotify precisa de tempo pra avaliar os materiais e são lançadas milhares de músicas toda semana.

2. Nem toda música é uma “focus track” .

Quando estamos lançando com mais frequência, ainda mais com a intensidade que ele fez , eu diria que é quase impossível você dar a mesma atenção e ter o mesmo resultado com todas as faixas (a não ser que os seus recursos sejam muito grandes).

Algumas faixas você vai lançar como “soft single”, que são aquelas que você vai trabalhar um pouco menos em termos de investimento e marketing.

Se você tentar lançar elas como “Focus track” nem o Spotify e nem seu publico irão conseguir 'abraçar' todas da mesma forma.

Então você (e um bom diretor artístico pode te ajudar nessa etapa) tem que escolher dentro o teu repertório qual é a melhor para que você invista mais tempo e carinho numa boa campanha de pré save e em um pitching bem feito.

Confira os resultados que o Flávio compartilhou comigo em Live:

#MusicHacks #spotify #distribuição

Posts Em Destaque
Posts Recentes